Pirocão arrombando a bucetinha da novinha loira.

Oi, meu nome é Christine, sou uma loira mineira, hoje faço faculdade de psicologia. Como disse, sou loira, cabelos lisos até o meio das costas, tenho olhos azuis, coxas grossas e torneadas, bumbum arrebitado e grande como o de uma mulata, meu cuzinho e pequenino e rosado, seios de médios para grandes com biquinhos rosados e salientes, tenho 1,85m e lábios carnudos e rosados, apesar de já ter transado muito, até hoje sou toda apertadinha, minha bucetinha é rosadinha, carnuda, saliente e tem um grelinho bem saltadinho.

loirinha-puta-posando-pelada-no-motel-4

Arrombando a bucetinha no sexo safado

Ele metia e delirava: “toma gostosa, toma rola, toma meu pau, era isso que você queria! Toma rola, toma que eu vou gozar!”, quando ele disse que ia gozar, voltei a gemer para excita-lo enquanto estava arrombando a bucetinha “vai cachorrão roludo, mete essa piroca na minha perereca vai, fode gostoso, goza gostoso pra mim seu puto, aaahhhhh!!! Gostosoooooo!!1 oooohhhh!!! Fode minha buceta as faaa ddoooooo!!!! Oooohhhh!!!” ele então aumentou mais o ritmo e tirou seu pau de dentro de mim se virando para gozar no chão. Mas eu queria pelo menos saber se a porra dele era gostosa, então enfiei o pauzinho dele até o talo em minha boca já pensando que não sairia muita coisa de lá. Ledo engano, nunca vi um pau, seja grande ou pequeno, despejar tanta porra. Parecia que ele não gozava a anos. Era uma porra amarelada, grossa, gosmenta, com cheiro e sabor fortes, que atingiu minha garganta, me fazendo engasgar e melar meu queixo, e ele continuava a esguichar caindo em meu rosto, meus cabelos, minha boca, meu queixo. Nunca tinha ficado tão melada de porra. Fiquei louca com aquilo e chupei seu pau até não ficar uma gota daquela maravilha. A gozada dele tinha valido a pena depois de ver ele arrombando a bucetinha.



Deixe seu comentário